Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apresentação


Quem tem ouvidos que ouça
A voz deste cantador
Pois é peso de valor
Prata pura, fina lousa
É ouro esta voz que ousa
Mesmo sendo pé quebrado
Meu português é apurado
Oriundo lá da Serra
Do Curral, onde se berra
Meu nome por todo lado.

Filho de Davi Moreira
E Dona Helena Ribeiro
Sou um poeta mineiro
De atitude e maneira
Rude, mas não grosseira
Cativo, só de olhar.
Se apaixona ao meu falar
Menina, moça e dona
Seja feia ou bonitona
Todas vêm me paquerar.

Nasci pra dar alegria
Existo pra ser confeite
Vivo a causar deleite
Morrendo, dou nostalgia
Estou pra ter serventia
Sou para chegar ao fim
Sei ser assado e assim
Posso tudo que quiser
Faço só o que o peito quer
Tenho amores por mim.

Pra cantador sou terrível
Poeta não quer me ver
Pois sabe que vai perder
Sem eu abaixar o nível
Faço até o impossível
Quando pego pra brigar
Bato até o braço cansar
E o cabra pedir perdão
Eu tenho bom coração
Só bato pra consertar.

Falando em conhecimento
Discorro com maestria
Sou, todo, sabedoria,
Bom pra dar entendimento
Conselho e discernimento
A quem quiser vir beber
Pois tenho o que oferecer
Pra esse Brasil inteiro...
Eu sou o Mestre Ribeiro,
Pra você, muito prazer.

A a
Enviado por A a em 31/08/2006
Código do texto: T229808
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
A a
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 43 anos
22 textos (3604 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:50)
A a