Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O doce azul

Dona Maria é uma mulher velha. Dessas que têm coque e tudo mais. Sentada na sua varanda da tão sonhada Terra do Pássaro, relembrava o quanto sua vida tinha sido boa. Costumava passear nas ruas de sua cidade morta, mesmo nos mais afastados bairros, onde as crianças brincam na rua e as mulheres fazem as unhas na porta de casa. Não achava os domingos feios, as árvores sem ninhos, as pessoas sem coração. Apenas vivia lentamente uma melodia de música. Quando todas as pessoas que amava se foram, achou que iria morrer. Pois, como podia, uma hora você faz planos para abraçar mais, trocar mais palavras, e noutra hora, isso se torna impossível, além das suas forças? Dona Maria olhava o céu cheio de estrelas. Ela deve ter virado uma durante uma noite silenciosa. Afinal, ela já estava acostumada com a solidão dos contempladores e ao enigma dos astros que brilham apenas por existir.
Agora os pássaros cantam olhando para o céu.
D Ana
Enviado por D Ana em 04/09/2006
Reeditado em 18/06/2013
Código do texto: T232107
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
D Ana
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 29 anos
32 textos (2685 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:44)
D Ana