Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Metido a brabo não, apenas nordestino!

Sô um caboclo foragido
Sô um caboclo destemido
Que na penhura do amor
Já matei bicho brabo,
Já amarrei jacaré com cordão de náilon
E já roubei muito coração de muié.

Me estupefei num cantim da caatinga,
Destemido e cum bravura me estalei no mato
Procurei minha pêchera pra mustá que sou cabra macho
E no cuchicho da coruja cospi pro céu,
Derrubei pra mai de trinta
Que é pro mode mostra que sô brabo.

Procura minha história na noite do sertão
Eu avistei um lobo-guará
Pra num dizer que só frouxo metílí uma bifa
Na cara do danado, ele rincho correu prum lado
Correu pro outro e se donôce.

Tô aqui enfezado mai num pense que eu
Tô com medo não, pois sô cabloco macho.
Destemido e no menor descuidado vô
Bater noutro também.
Edmir Junior
Enviado por Edmir Junior em 04/09/2006
Código do texto: T232263
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edmir Junior
Juripiranga - Paraíba - Brasil, 30 anos
83 textos (1735 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:19)
Edmir Junior