Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia em construção

                                             
                 (Estrada Humana – Otávio Costa)
                                                   
P rimordial, mergulhar no mar da incerteza,
Conquistas, amores, alegrias, tristezas,
Escolher caminho simples, passos firmes, ser audaz.
Projetando a felicidade, desenhando liberdade e paz.

O riginal, viver o saber, verter a sabedoria,
Mudar certas coisas, apoiar as pessoas, sentir os momentos,
Sem esquecer os suprimentos:
O dever... ensinar,
O prazer... sorrir,
Praticar, a simplicidade, a ternura,
Aprender a força que tem o perdão.

E ssencial, se comprometer com o vôo,
Sem passar a página, sem mudar a rota,
Acordar a sensibilidade, modificações internas,
Decifrar o enigma... voltar ao jardim das idéias
Ler, sim, decifrar, por que não traduzir, compreender,
Adivinhar, perceber...
O homem.

S ensível, as partes que estão em construção,
Afeto, carinho, honestidade, humildade, inteligência,
Merecem cuidados, muita atenção.

I nesquecível, é a parte da saudade,
Fortalece-nos para dar passos necessários
Seguindo em frente nesta busca que inspira
Os sonhos...

A mar, verbo que no seu próprio conjugar
Grita certezas, que nos põe a prova
Com seu aproveitamento para sair dos sonhos
Realizando a proposta da vinda...
Construir.
Estrada Humana
Enviado por Estrada Humana em 05/09/2006
Código do texto: T233000

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Estrada Humana
Serrinha - Bahia - Brasil
126 textos (15284 leituras)
16 e-livros (1532 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:15)
Estrada Humana