Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A resenha de uma bala perdida

A bala perdida

Voa livre bélica, feroz e nociva,
Rasgando o espaço num curto tempo
É uma irresponsável, louca e agressiva,
Nasceu da explosão, virou fragmento...
~
E vem numa desabalada alucinada,
A artista da morte, procurando picadeiro
Tentando atuar o princípio do nada,
Ate encontrar seu momento derradeiro...
~
De uma mira que sem querer se erra,
Fez um corpo cair por terra
Sem saber o que lhe acertou...
~
E nenhuma lágrima derramou,
Não teve um beijo de despedida
Sustenido, por uma bala perdida...

A bala e a vitima

Ela cruzou por todos os cantos,
Ninguém sabe de onde venho
Causou medo, em olhos o espanto,
E a angustia que também tenho...
~
Mas encontrou um alvo escondido,
Sentado à mesa em meio ao jantar
Ele ainda gritou, a se sentir atingido,
Mas antes de cair, já se posse a calar...
~
A bala perdida, fora encontrada,
E ela vem tão somente do nada
E a outro inocente calou...
~
Mas o estampido ainda ecoou,
No som da quebra da vidraça,
Esparramando ali, a sua desgraça...

A bala sem culpado

Ovelha negra, corrompida de sentimento,
Não sabe se acusa, ou sê é acusado
Foi desferida por qualquer elemento,
Em tiros ao esmo de um fogo cruzado...
~
Necrosada defunta, a morte é seu leito,
O seu grito é alarmante, e cruza por mim
Tira da vida o verdadeiro direito,
Dando a alguns que não merecem, um fim...
~
Sendas pela angustia terrena,
Do medo és poderosa, és plena
Contaminando com seu veneno...
~
És como um ato obsceno,
Vestida com sua mortalha de chumbo
Para banir mais um inocente do mundo...

Marco Ramos
Marco Ramos
Enviado por Marco Ramos em 09/06/2005
Código do texto: T23327
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Ramos
Salvador - Bahia - Brasil, 47 anos
242 textos (16660 leituras)
5 áudios (355 audições)
3 e-livros (406 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:13)
Marco Ramos