Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Libertas quae sera tamen

Libertas quae sera tamen
Guida Linhares

Unidos por um doce  amor,
enlevados em tantos sonhos,
atravessamos desertos e jardins em flor.
 
Sempre juntos passamos a jornada,
alicerçados em muitos ideais,
que alimentaram a caminhada.
 
Em conjunto lançamos alicerces,
levantando tijolo por tijolo,
em todos os nossos amanheceres.
 
Plantamos as sementes da vida,
nutrimos com carinho e afeto
e os preparamos para a lida.
 
Juntos enfrentamos tudo.
Foram tantos dias e noites,
antes do teu sonho absurdo.
 
Chegou junto com o inverno
que atravessou a minha alma,
deixando no rastro o inferno.
 
Assim tiramos os grilhões!
Doces algemas que nos aprisionavam
e partimos como alazões!
 
Pelos campos da liberdade,
olhos ainda vazios pela ruptura,
buscamos encarar a realidade!
 
No galope do tempo que se inicia,
 o desvendar do caminho à felicidade
 na * liberdade ainda que tardia!
 
Santos, SP
05/09/06
Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 06/09/2006
Reeditado em 09/05/2007
Código do texto: T233745
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1939 textos (158365 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:11)
Guida Linhares

Site do Escritor