Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LAMENTOS DA NATUREZA

Somos herança do solo sereno.
Filhos da água - fonte de vida,
Criação de um  amanhecer risonho e pleno.
Produtos da natureza, querida e linda.

Terras férteis, verdes bosques,
Frutos maduros, belos animais.
Beija-flores e muitas cores.
Onde estão essas maravilhas puras e geniais?

Terras,  mares,  algas, oxigênio, vida,
Por onde andam agora esses símbolos de vida em ação?
Procedência do homem e da natureza vívida.
E o que dizer da seleção natural, mutação, adaptação?

Todas participam da ação humana.
Que arranca do ventre da terra, a fertilidade;
 Explorando a natureza de forma desumana;
Destruindo fauna, flora,  rios e  sua própria felicidade.

Como ser feliz, se o consumo marginaliza os miseráveis?
O triste  legado da degradação ambiental,
Tem causado prejuízos lastimáveis,
Sendo também os causadores do desequilíbrio social.

Presente nos países pobres do sul, na nação.
Também vítima de exploração e subdesenvolvimento.
Precisamos buscar  uma fantástica solução,
Apelando para uma nova forma de desenvolvimento.

Estou falando de desenvolvimento sustentável,
Uma verdadeira revolução na relação do homem com a natureza.
Para evitar as agonias de um futuro lamentável,
É preciso reivindicar uma alternativa, com certeza.

A solução está nos oceanos, nas florestas, na biodiversidade.
A concepção de que o homem depende da natureza
E de que a natureza depende da liberdade
É o único meio seguro, para preservar da terra, a beleza.

É importante pensar com emoção e convicção.
Que nem tudo estará perdido.
Basta apenas o homem recuperar a razão,
Pois, só depende dele tentar, se autodominar,

Porque o homem por sua vez,
É  muito pior que qualquer agrotóxico.
Mas é no desmatamento, que ele mostra sua pequenez.
   O homem  supera em destruição o poder nocivo dos gases tóxicos.

A  raça humana continua superando também os desastres naturais:
Incêndios espontâneos, tempestades, terremotos, vulcões.
Este elemento-homem tem provocado ao ambiente prejuízos  fatais:
Efeito estufa, chuva ácida, e na camada de ozônio, a destruição.

Todo o equilíbrio ambiental foi quebrado,
Porque durante décadas, prevaleceu uma idéia insana,
De que a natureza existe somente para satisfazer a vontade humana,
Mas é preciso apagar essa idéia, para não ver nosso planeta acabado.

Os humanos  não serão realmente racionais,
Se não tomarem consciência do  grande mal,
Que dentro em breve  poderá vir, antes que seja  tarde demais,
para evitar uma calamidade deveras sem igual,

Pois virá o dia em que o homem desejará ardentemente a natureza,
procurará nas florestas, nos rios,  nos pássaros, na chuva e no vento.
Procurará, mas não a achará, só então ele cairá em si com tristeza,
E ao perceber que  a matou,  nesse dia, ele conhecerá o íntimo do sofrimento.
Jayasmim
Enviado por Jayasmim em 06/09/2006
Reeditado em 07/09/2006
Código do texto: T234136
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Jayasmim
Irecê - Bahia - Brasil
30 textos (9528 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:14)
Jayasmim