Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A DOR MORREU

Nada ficou,
Deletei tuas mensagens,
Teus poemas, tuas mentiras,
Rasguei do peito a angustia,
De estar e ficar sempre sozinha,
E se hoje chorar será de alívio,
Pois, expulsei aquela esperança,
Aquela doença sem cura por tua presença,
Destruindo sem pena, a imagem de tua doçura,
Que carregava com carinho, dentro da memória.
Hoje, não estou mais de molho na saudade,
Não crio tempestade dentro do copo,
Nem vejo a lua suspirando nossa história,
E quero neste exato instante, sair pra festejar,
Essa liberdade que achava perdida,
Pois, meu coração agora com força grita,
Viva! viva!
Expulsando a tristeza e a amargura,
Que atingiram minha vida,
Transformando minhas letras.
Em palavras cheia de dores.
O passado morreu, mas não mande flores,
Pois, nada ficou,
Nem mesmo as lembranças.

06/09/06

"Morrem os maus sentimentos, mas enquanto vivermos o amor sempre há de nos acompanhar"
Sonia Ferraz
Enviado por Sonia Ferraz em 06/09/2006
Reeditado em 27/09/2015
Código do texto: T234167
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonia Ferraz
São Paulo - São Paulo - Brasil, 61 anos
665 textos (37146 leituras)
33 áudios (5813 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 17:01)
Sonia Ferraz

Site do Escritor