Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

  
Já nem sei se estava acocorado ou genuflexado 

Só me lembro que estava no átrio do Olimpo 

 Na soleira da porta da esperança 

 Tal inocente e ávida criança 

Havia com Zeus marcado uma entrevista 

Precisava fazer uma reclamação 

Enquanto espero ouço comentários hilários 

O Apolo estava com torcicolo 

O Narcizo tinha perdido o juízo 

Hera perdeu ostatus e nada  mais era 

Minerva andava em súcia, uma caterva 

Orfeu de tanto dormir, se tornou ateu

Diana já não era uma deusa bacana

De baboseira ouvi um monte de besteira

E assim por diante, me lembrei que aqui na Terra 

As coisas são iguais, tudo não passa de quimera 

O Cupido bandido havia me flexado o coração 

Qual tolo me sentia em fazer tal reclamação 

Tinha me apaixonado por uma estrela 

Ela distante e brilhante não foi informada 

Meu delírio se transformou em nada. 

Por que tanta demagogia na Mitologia 

Cupido acerta e introduz o germe do amor 

A gente sem querer é quem passa a dor 

Depois de muito esperar, Zeus me atende 

Ouve-me com paciência e declara que 

Tudo é problema de minha consciência 

Cupido realiza sua missão 

O amor é fruto da paixão 

Se a gente não deixa a porta aberta 

Estando sempre alerta, nada ocorre 

Mas às vezes de amor se morre 

Eu não queria chegar à tanto 

Ele, Zeus, responde com espanto 

Se pensas que em um passe de mágica 

Posso eu tirá-lo dessa situção trágica 

Ledo engano, se houve dano 

O problema é seu, não meu 

Todos temos o livre arbítrio 

Nada é imposto, nada é sacrifício 

Se isso aconteceu, a culpa não é de ninguém 

É apenas da ignorância humana 

Do querer e do Ter, não medir consequência 

Cada nova mulher é uma nova experiência 

Voce cansou das humanas e passou a visitar 

O mundo estrelar, muito mal vai se dar 

Se na Terra dificuldades haviam 

Aqui as coisas se complicam ainda mais 

O verdadeiro amor não é o que sempre quer mais 

O verdadeiro amor é se entregar e às vezes se afastar. 

Rubro, corado, envergonhado, me retirei 

Tenho muito que nisso pensar 

Mas como não fico sem mulher, isso é impossível 

Estou pronto, busco alguma que esteja disponível 





GDaun
Enviado por GDaun em 07/09/2006
Reeditado em 07/09/2006
Código do texto: T234560

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (43027 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:18)
GDaun