Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FAVELA

A Senzala fugiu da Casa-Grande,
ganhou as avenidas
e subiu nos morros.

Em suas ruas estreitas,
rostos suados e pernas bem-feitas...
Todos correm apressados.

Em cada casebre,
velhos rugosos e rostos imberbes
procuram, dia a dia,
ganhar o pão  e o chão.

Nem sol, nem chuva
nem a lei da gravidade
abalam a firme estrutura
desta pseudocidade.

Mil novos Quilombos
se erguem aos tombos
na chamada civilização,
com rios de asfalto
e palmeiras de plástico,
sem cor nem umidade:
São Palmares de verdade !

A Senzala mudou de nome;
batizaram-na Favela
que por nós vela,
do alto do morro.

Tornou-se Casa-Grande
e todos nós, restantes
nos transformamos na Senzala
da Cidade Grande.
Marcelo Lopes
Enviado por Marcelo Lopes em 09/06/2005
Código do texto: T23460
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Lopes
Guarujá - São Paulo - Brasil, 47 anos
475 textos (44341 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:15)
Marcelo Lopes