Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Senta a pua

!

Nos meninos e meninas,
Que se alistam em exércitos maléficos,
Quando há um que é benéfico,
Que traz o futuro de vez.

Senta a pua!
Acordem  as casas de leitura,
Pois é essa feitura,
Que faz o país andar.

Senta a pua!
Na industria pra produzir
O povo quer trabalho ,
Chega de estar no borralho.

Vai senta a pua!...

Senta a pua!
No caminhão que estrada vai,
Correndo ,mas sem carga,
Faltou homem no campo pra colheita fazer.

Senta a pua!
No gado que atravessa o cerrado alagado,
Procurando sua terra,
Para viver e descansar e engordar.

Senta a pua!
Na casa que faz as leis,
Onde todos dormem e não vêm,
Que chegou a sua vez.

Senta a pua!

No ressonar do velhinho,
Que arrumou um cantinho,
Parece morreu de vez,
É com ele que conta o burguês.

Senta a pua!
As mentes estão decadentes,
Trabalho parece indecente,
O povo fica dormente.

Senta a pua! Que a vida vai mudar!
Denise Figueiredo
Enviado por Denise Figueiredo em 07/09/2006
Código do texto: T234802

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite e o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Figueiredo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 67 anos
313 textos (14442 leituras)
16 áudios (2928 audições)
5 e-livros (193 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:09)
Denise Figueiredo