Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ainda sem título.





Desconde da magia
Verba sem demagogia
Escritos sensitivos
Rosto solto no ar
Palavra, palavra, palavra
Folha e flor
Asas de um condor
Pura imaginação
Preso ao solo
Orvalho da noite
Negro silencia
Busca eterna
Que seja rosa
Consagrada no azul celeste
Corpo de fogo do sol
Belo é a bandeira da paz
No caminho para a liberdade
Onde a ultima esquina
Fecha o quarteirão
Num segredo leve
Do coração sonhado
Visto pelo próprio poeta
Como sofredor exausto
Da vontade de querer mudar
A parte cabida da realidade
Na quimera mais linda
Por força das palavras
De um poeta.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 09/09/2006
Código do texto: T236287
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
722 textos (26303 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:36)
Condor Azul