Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu quis de amor morrer

Eu quis de amor morrer, eu quis, um dia,
Ao suspeitar que tu me enganavas,
Sofri tormentos, não mais me iludia
Que me querias, que ainda me amavas...

Eu quis renunciar ao sol da primavera
Aos sons do arrebol, às luzes das estrelas,
Felicidade, alegria - quem me dera -,
Suspeitei que jamais voltaria a vivê-las...

Eu mergulhei meu ego num abismo sem par,
Na desconfiança e nas desilusões,
Afastei-me das delícias que a vida pode dar,
Fechei-me inteiramente a outros corações.

Porém compreendi, aos poucos, felizmente,
Que, após toda tormenta, ressurge a bonança,
E que, enquanto eu torturava minha mente,
Também sacrificava a própria esperança.

Se a gente vem ao mundo pra ser feliz, amar,
por que não resistir à teia da suspeita?...
Por que não se entregar, no outro confiar,
E por que não tornar a relação perfeita?

Enfim eu compreendo, num despertar sincero,
O que meu peito quer e minha alma sente:
Não mais de amor - não mais - morrer eu quero,
Mas - sim - de amor eterno viver intensamente,
E entregar-me assim, assim: completamente...



* * * * * * * * * * * * *

Reveja este poema em edição especial...

http://www.orizamartins.com/poesias-oriza-eu-quis-de-amor-morrer.htm


Grata pelo prestígio!!

Oriza Martins
Enviado por Oriza Martins em 11/09/2006
Reeditado em 12/09/2006
Código do texto: T237312

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para "www.orizamartins.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Oriza Martins
São Paulo - São Paulo - Brasil
58 textos (263571 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 15:50)
Oriza Martins