Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Teias do amor!

As músicas que cantei
o corpo que marquei
o peixe que pesquei
e o amor que eu te dei!

Tudo vivido no mundo
mágico que criamos
esse amor maior do mundo
de feitiços, de magias
te fez feliz por noites
por dias! 

Entristeceu-nos a todo instante
não pela falta do amor 
agora distante
mas, pela desconfiança
da amada-amante
que insistia todos os dias
livrar-se da corrente amiga.

Livre, liberta, aprisionada,
por um amor sem saída, grita!!!

Se desespera toda noite
e por toda a vida tenta
mas, não consegue.

Rasga o peito pra achar saída
procura de qualquer jeito
alguma fenda, alguma fresta
para fugir do sentimento
que lhe apavora!

E não ver chegar o momento
de conter essa fúria 
que lhe devora
pra esquecer de vez
do homem que mais ama!
paulo cesar coelho
Enviado por paulo cesar coelho em 14/09/2006
Reeditado em 14/09/2006
Código do texto: T239984

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
paulo cesar coelho
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
2589 textos (469962 leituras)
57 áudios (6064 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 19:06)
paulo cesar coelho

Site do Escritor