Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vidro Fumê


Eis que ele está por toda a parte,
Nos vários veículos a fim de [proteger]
Nas lojas de alimentos à obras de arte,
Por quê, fumê, invadistes o nosso ser?
Ora, escondes os que tem por trás de ti,
Evitas o contato com o exterior, posso ver,
[Esquecer?] O quê? Os que não tem? Não pra mim,
És um artifício ruim, segregas o nosso viver,
Quem esta dentro pode ver, mas não o inverso,
É... estamos em [retrocesso], é ver para crêr,
Sabes, Fumê obscuro, que divides dois [universos],
E eu, mero poeta, procuro a causa pelos meus versos.




Todos os Direitos Reservados pelo Autor.
Fábio Pacheco
Enviado por Fábio Pacheco em 15/09/2006
Reeditado em 13/11/2006
Código do texto: T240990
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Pacheco
Recife - Pernambuco - Brasil
1095 textos (55955 leituras)
10 áudios (233 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:27)
Fábio Pacheco