Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BUQUÊ COR DE SANGUE


Cruzo ruas pensando em você
Mas sei que tudo é ilusão
Dobro a esquina para ti vê
Confuso na contra-mão.

Sinto que há, entre nós
Uma bifurcação momentânea
Mas se uma via ruma para Groelândia
A outra só quer viver nas areias do  Seara.
O frio que aquece nossa estrada
É um buquê cor de sangue.
Gilio de Hollanda
Enviado por Gilio de Hollanda em 15/09/2006
Código do texto: T241022
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilio de Hollanda
Anápolis - Goiás - Brasil
57 textos (2481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:12)
Gilio de Hollanda