Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que sou


Em um peito há um vazio,
Vazio cheio de incertezas e ilusões.
Esperanças de um passado vivido,
Sementes já plantadas que se atualizarão,
Em uma bela árvore.

Esta é minha vida!
Algo tão indissolúvel, tão simples.
Algo que me é dado por Deus.
E eu sou capaz de fazê-la crescer,
Capaz de colher seus frutos.

Meu peito arde na busca de algo maior,
Que ás vezes não posso alcançar.
Mas, usando àquilo que possuo de melhor,
O amor que resta de minha essência,
Conseguirei atingir o infinito que almejo.

E agora expresso o meu querer,
Nos versos simples deste poema sem rima,
Que talvez, não rime com os ditames do meu cotidiano.
Mas, será mesmo assim,
Pedaços de pensamentos existentes.

Sou inconstante perante a roda da vida,
Um jovem que sonha em ser feliz.
Que está preso a este desejo utópico,
De não mais ser mais um entre tantos viventes.

Este é o desafio que permeia em meu ser,
De ser apenas o que sou.
Mas, o que ser então?
Alguém responsável em preencher este vazio.
Ricardo Ferreira Silva
Enviado por Ricardo Ferreira Silva em 16/09/2006
Reeditado em 16/09/2006
Código do texto: T242021

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo Ferreira Silva
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 32 anos
21 textos (1058 leituras)
2 áudios (259 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:11)
Ricardo Ferreira Silva