Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A droga não presta.




A droga
esbarrou na alma do ser
desalinhando assim
a busca pela vitória.

A droga
Fez tirar o prumo do centro de alguém
alterou a órdem com ironia
intrigou os amigos de verdade
e queima no peito traído.

Já não sabe quem és
no mundo tudo é passado
esta atribulada e marcada
procura o começo doce, amargo
enquanto se afunda na delinqüência social.

Acha que és experiente demais
pensa até que sabe dominar tudo
mas, não sabe nem quando começou
a perder a vida.

Um começo da amizade de amigo
com um coração de pedra
também perdido
com mãos de flores
porem espinhosas
que de tão profundas
ferem a alma do ser
que muitas vezes
buscava a vitória.

Mas...
não deu tempo,
morreu.

Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 17/09/2006
Código do texto: T242321
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
722 textos (26305 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:24)
Condor Azul