Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Morto e louco.



Importância das coisas
Geral nascente de perto
Quando olhos, só restam
Talvez fosse, concepção
Mas, rasga o peito
E nada pode ser feito
Aceitar, porque forças
Não deixam atitudes vencer.

Corrente na contramão
Parece querer não ter destino
Afogando sonhos incontestes
Dos próximos iludidos
Pela esperança de futuro.

É pior do que em segredo
Porque ao vivo na vida
Tomba o seio já triste
E de lá tira o coração
Restando só a dor no sofrido
Que sem o sentido cerebral
Como um morto que vaga
Nas trevas da terra.

O corpo ressecado crivado
A angustia massificada e presa
Marcas profundas e abertas
Qual sonho virá depois?
Já é guerra psicológica
E nada tem o valor
Que a vida pretendia.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 17/09/2006
Código do texto: T242338
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
721 textos (26292 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:57)
Condor Azul