Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO INVADIDA

Tão somente, num instante, o coração se parte,
Quebrando descontente o riso some num descarte,
Jogada fora essa alegria, descartável companhia,
Solidão invadida, vazia e sem sentido...

Vozes ouço e repito sem prestar atenção,
E durante tempos sem nexo permaneço no chão,
E me distraio vendo o mundo sem sua perplexa agitação,
Ao me deitar não durmo, me deixo invadir novamente, a sensação...

Neste eterno desejo de liberdade, caindo pelo céu escuro,
E a paixão de vida dentro de um baú,
Sete chaves perdidas, hoje não posso abrir...
Dúvidas me incomodam em cima de um muro...

Debatendo contra os sonhos que até já perdi,
E sonhando sonhar para não me perder...
E o baú trancado! Solidão preenchida...
E minha companhia... a vontade de esquecer...

E esqueço, porém, as chaves perdidas,
O coração junto a solidão preso com a dor,
E perdidos os sonhos de uma vida...
E permanecendo fechado o baú com o meu amor...
Daiane Rodrigues
Enviado por Daiane Rodrigues em 17/09/2006
Código do texto: T242420

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Créditos (criação): Daiane Rodrigues. - Não é permitido usar esta obra para qualquer fim sem a permição da autora.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Daiane Rodrigues
Américo Brasiliense - São Paulo - Brasil, 27 anos
392 textos (25455 leituras)
1 áudios (108 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:51)
Daiane Rodrigues