Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESPERTAR DE UMA REALIDADE

Fingi estar no mar,
Mesmo navegando em um deserto.
Em um jardim me pus a caminhar,
Vendo flores em chão por espinhos coberto.

Despertei em manhãs radiantes,
Com o sol por nuvens escondido.
Rumei certo às terras distantes,
Sabendo que estava perdido.

Cruzei o céu em revoadas,
Quando o chão era o limite.
Galguei montanhas em escaladas
Quando a subida não se admite.

Amei, com o mais sublime amor,
Sem ter alguém para amar.
Sorvi o néctar de mais puro sabor,
Com o fel na minha boca a amargar.



cao souza
Enviado por cao souza em 17/09/2006
Código do texto: T242658
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
cao souza
Belém - Pará - Brasil, 54 anos
143 textos (16384 leituras)
1 e-livros (104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:47)
cao souza