Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estas lueca de la cuca

A música que ouço
Me faz pensar em você
Eu sei que pareço um tolo
Mas é assim, que relembro de tudo
Vida intensa, desproporcional
Viviamos felizes, porque ficou. Assim?!
O tempo termina com tudo e refaz
Pensamentos, fantasias. Tivemos?
E mesmo daquele jeito infantil,
Nada poderia durar, sem ter ao menos algo
que nos fizesse deixar as coisas
mais desejáveis.
Pelo menos pra mim.
Ah! Egoísta que sou, pudera ser...
Não seria?
Mente, quando fala que gostas
Por que gostaria? Se nem de ti, pode falar?
Abertamente em prosa ou poesia
Como faço com você!
Se talvez amasse as letras como eu amo
Teria noção exata desse valor universal
Transcreveria também em verso
Seus sentimentos de bem e mal
E ainda assim tenho certeza,
Seria feliz,
Moça bonita do laço de fita
Que canta, chora, berra e grita
Por que não querer aproveitar?
Meu sentido de poeta, sofrível...
José Luís de Freitas
Enviado por José Luís de Freitas em 18/09/2006
Reeditado em 24/11/2009
Código do texto: T243266

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Luís de Freitas
Diadema - São Paulo - Brasil, 32 anos
466 textos (177549 leituras)
28 áudios (28227 audições)
1 e-livros (111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:50)
José Luís de Freitas