Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um minuto

Quando num belo dia sair a caminhar
em dunas de areia. Deserto do coração,
encontrará:
em cada espinho, a certeza do ferimento
em cada rosa, a certeza do aroma
em cada petála, a fragilidade do ser.

Por um minuto dirá:
porque a vida se faz e refaz?
ou quão belas são as coisas do nosso mundo,
E contemplará as mil maravilhas da vida
no sorriso, talvez sofrido da incomprensão.
talvez porque se deva sentir.

Pelo que se vive em cada momento sentirá
o torpe desterro das lamentações que se acredita.
Tudo está além da comprensão visível.
Que por um minuto, podemos perceber e ser parte.
Parte imanente da conciliação destrada
do momento que tentamos compreender.
sentidos vivivel, sentidos perceptível.
Que por um minuto, compreendemos. Sentimos, então.
Vivemos.

CALIXTO
Enviado por CALIXTO em 18/09/2006
Reeditado em 04/07/2007
Código do texto: T243371

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CALIXTO
Itagi - Bahia - Brasil
222 textos (11576 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:54)
CALIXTO