Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO SEI COMO PODE...

Não sei como pode...
A vida ser ingrata
Uns tem tanto
E outros reviram latas
Não sei como pode...
Um país de dimensões continentais
Que tem riquezas naturais
Ter olhares voltados apenas
para os vis metais
Não sei como pode...
Você admitir
Que aqueles que governam
Vivem para extorquir
Não sei como pode...
Nossa gente tão sofrida
Viver perdendo a vida
Em nossas avenidas
Não sei como pode...
Existir Ministério da saúde
Se as pessoas moram nas filas
Da secretária da doença
Que de tão crônica
Morreu de nascença
Não sei como pode...
Se falar em primeiro emprego
Se o mundo vive mesmo
É do subemprego
Não sei como pode...
PODE?
lisbella
Enviado por lisbella em 13/06/2005
Código do texto: T24383
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisbella
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 50 anos
345 textos (16834 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:03)
lisbella