Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÀS MERETRIZES






Bendita sois vós, Meretrizes!
Que necessitam deitar-se com rudes marinheiros
Seus corpos são mais gelados que marquises
Tiram suas vestes mas, em troca, recolhem sujos dinheiros!

Bendita sois vós, putas pagãs!
Na mesa faltam-lhes uvas, pães e maçãs
Nunca tratadas como irmãs
E sim, quais objetos, atos tão vãs!

Bendita sois vós, Meretrizes!
São filhas, irmãs e genitoras...
Tantas matrizes...tão sofredoras
Da Vida, tristes reprises!

Bendita sois vós, flageladas do destino!
Pra não sentir desprezo morte
Depois do coito, por sorte,
No ventre, menino!

Bendita sois vós, Meretrizes!
Pois se contentam por um vintém
E eu, por ter sido rude marujo,
Dos vossos corpos, ter feito uso
De joelhos, peço-vos perdão,
Em oração,
AMÉM!!!



carlos Carregoza
Enviado por carlos Carregoza em 19/09/2006
Código do texto: T243850
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
carlos Carregoza
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
102 textos (5969 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 12:55)
carlos Carregoza