Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O amigo do tempo

Sinta,
O ar da divindade penetrando em seus pulmões
Fique aí... Onde está
Sentado em qualquer lugar
Esperando um horizonte tranqüilo, ou a morte chegar
Espere...O quanto for necessário,
Ou quanto puder agüentar.
Justo você, que sempre acreditou no acaso,
Que já falou tanto em virtudes, em conquistas e em amores
Que sabe que a liberdade é dada à todos os que sabem  usar,
Não para aqueles que sofrem ,
Por não conseguirem desprender-se dos velhos hábitos
Dos vícios da alma e do corpo,
Aqueles que tornam-se vítimas... Dos próprios sonhos.
Cada erro... Um novo passo,
Sem erro, não existe aprendizado.
Coração é como criança: quando chora, a gente embala
Faz dormir e conta histórias,
E quando acorda...
Pedimos pra que seja melhor, a cada dia que passa.
Cada pedaço de mim também precisa dormir às vezes...
Precisa ser embalado, precisa ser recuperado
As mãos, os olhos , aquilo que está no meu alcance,
Ou tudo aquilo que estiver desarrumado .
O amigo do tempo, pode um dia,  abrir todas as portas,
Já me fez enxergar a beleza contida nestes  gestos e palavras
A dinâmica do incompreensível, do misterioso e  do abstrato,
E tudo o mais, que ainda pode ser descoberto.
Dentro de mim, ou fora de si,
No meu caminho impiedoso, negligente e deserto...

Deibby Gottschalk Petzinger
Deibby Petzinger
Enviado por Deibby Petzinger em 19/09/2006
Reeditado em 21/09/2006
Código do texto: T244440
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deibby Petzinger
Canela - Rio Grande do Sul - Brasil, 31 anos
25 textos (1297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:25)
Deibby Petzinger