Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A morte de uma falena

As flores têm longos espinhos
Que sangram a mais tenra sensibilidade
Fingindo sinceros carinhos
Na mais enganadora e perfidiosa felicidade.

Um cravo tão límpido e inocente
Que escondia o fatal veneno
Balouçando suas´pétalas contentes
O mais belo ser terreno.

Encantou-se dele triste falena
Deleitada pela brancura que emanava
Com o perfume da verbena
Quebrou as asas dessa que o amava.

E esta falena sucumbiu
Sem tempo para um adeus
Seu amor a traiu
E ela entregou-se a Deus.
Nísia Maria de Souza
Enviado por Nísia Maria de Souza em 19/09/2006
Código do texto: T244491
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nísia Maria de Souza
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 56 anos
197 textos (3142 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:46)
Nísia Maria de Souza