Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Contraste

São em devaneios com exatidão
Que vejo jorrar de fundo a água
Que secou as lágrimas inúteis
Quando olhava os olhos lânguidos
Pela passagem de algum rito

E a complexidade que se limitava
A debater sem ar nos pulmões
A poeira que cobria de todo o desejo
Cada vez menos fugaz e feroz
Esvairia-se pelo fundo do poço

Mas não era uma necessidade medida
Acontecera sem nem mesmo esperar
E assistindo silenciosa essa transformação
Percebi haver nascido alguma coisa
Que me subia pelas vísceras a gritar

No fundo era uma espécie de passagem
Vaga e docemente sagaz
Com ímpetos que emanavam crueldade
E ressurgiam-lhe com gosto amargo
Sem que lhe tirassem o adocicado do mel

É verdade! Era um contraste aceso
Que o tempo tratara de criar
Para que nem mesmo as forças ocultas
De algum sentimento superior
Pudessem trazer de volta o amor


Lady Sophia
Enviado por Lady Sophia em 20/09/2006
Reeditado em 21/09/2006
Código do texto: T245013
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lady Sophia
João Monlevade - Minas Gerais - Brasil, 25 anos
147 textos (6552 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:19)
Lady Sophia