Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Crescimento Interior

Ilusão

A cultura pesa nos ombros das crianças...
Vivendo no seu mundo divino,
ainda não têm a noção do seu real peso.
Crescem com sonhos,
que mais tarde lhes dizem ser irrealizáveis.
Porquê tanto estudo?
Porquê tanta pressão em seus pequenos ombros?
Olhem para o mundo...
Devíamos de ser nós a entrarmos nos seus sonhos
e não eles nos nossos pesadelos!

Resgatemos então nossos velhos sonhos perdidos
de forma a emitirmos todos em conjunto a mesma vibração.
Vibrações que nos elevem à consciência social colectiva
que tanto se procura
desde as grandes civilizações da antiguidade.
Não deixemos que a Razão cresça
com os olhos das emoções inferiores.
Fertilizemos o nosso Espírito com Paz,
de forma a que esta se projecte na nossa vida pessoal
e por conseguinte no nosso espaço colectivo,
este pequeno planeta suspenso neste imenso universo.
Não o transformemos numa instituição psiquiátrica
com as nossas diferenças.
Que estas não empobreçam
mas sim enriqueçam esta nobre e velha Mãe Terra
que nos observa com seus olhos maternos.

Desculpa-nos toda a destruição!
Estaremos nós perdidos em nossos espíritos,
que já não observamos Teu choro,
nem ouçamos Teus lamentos
nas vozes dos nossos irmãos animais?
Mãe Gaia,
nascemos da Tua sabedoria
e perdemo-nos nas nossas conquistas pessoais
que nos afastaram de ti
sem nos apercebermos que se não travarmos o nosso Ego
estaremos a ditar a Tua sentença de morte?

Que somos nós neste universo
senão um pequeno átomo de vida
e que, como uma bomba atómica,
destruímos quem nos fez nascer?!
Lembremo-nos da nossa divindade como parte de um todo...
Deixemos que os nossos espíritos se iluminem
para que cesse esta busca insana e cega
de uma divindade que já existe em nós.
Acreditemos naquilo que somos
e não naquilo que gostaríamos de ser.
Talvez assim possamos sarar as feridas
que a humanidade se infligiu
destruindo a nossa ligação à Natureza.

Deixemos pois as crianças sonhar
e tiremos-lhes esse peso dos ombros.
pois esse peso não é uma verdade absoluta
mas sim uma absoluta ilusão.
 
Luena dos Reis
Enviado por Luena dos Reis em 21/09/2006
Reeditado em 07/07/2016
Código do texto: T245773
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luena dos Reis
Portugal, 39 anos
211 textos (5231 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:23)
Luena dos Reis