Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vancê

Vancê

Já faiz pra mais di ano
que ocê aqui apareceu
E foi se achegando
Prus meu zóio foi zóiano
E eu zóiano pro seu
Vancê era uma cabocra
tão bunita e facera
mais tão bunita e faguera
Que quando pra mim serriu
até pensei que não era preú
era di anjo o serriso
que iguar ninguém viu
Mais na hora do bailado
Daquele rodopio vorteado
Co`aquele vestido de xita
E os cabelo cacheado
Preso com laço de fita..
Meu coração foi laçado
Meu peito fico balançado

I ocê si apreveitô d`ieu

Umvelhomenino
MORDEGANE
Enviado por MORDEGANE em 14/06/2005
Reeditado em 27/06/2005
Código do texto: T24628
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MORDEGANE
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 61 anos
69 textos (5655 leituras)
1 áudios (35 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 14:02)
MORDEGANE