Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lembrado

Hoje levantei acordado, plastificado
Imaginando aquele fio de vapor
De dor, início elaborado, sincronizado
Nadei pela corrente toda flácida
Inválida de sabor, como esse gel articulado
Como esse véu dilacerado
Infinito livre soa
E de lagoa em lagoa rasga seu tendão
Julga sua semente mesmo que se tente
Tragar uma extensão
Hoje sambei desacordado
E conforme o dado morri na contramão
Hoje viciei plumas eruditas
Me casei em ressonância
Com toda violência escorrida sem se vê
Ontem chorei lembranças
De rastros vagos esculpidos em você
gamÉ
Enviado por gamÉ em 28/09/2006
Código do texto: T251360
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
gamÉ
Urânia - São Paulo - Brasil, 31 anos
10 textos (205 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:39)
gamÉ