Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POETANDO 10

Não vês minha Ilha,
        Sou um Casavelha solitário,
(é meu Ideal).


                       Desapareço no horizonte e ninguém me conhece.

Não tenho nada,
Não trago nada,
Não quero nada,
                                                    Não carrego nenhum mistério.

Se me definem, isso pouco me importa,
Sou inacessível, subjetivo sem me perder.
Se me invejam, que tolice,
Se me desejam, não sou Clint Eastwood.

                         Olhares dos outros nos fazem impostores,
                         Não sei retribuir falsidades,
                         Não aceito ser homem-cebola,
                         Não quero ter nostalgias do nada, do vento.

Sou, repito, um Casavelha solitário,
Esse vil comércio social da hipocrisia, abomino.
Ary Carlos Moura Cardoso
Enviado por Ary Carlos Moura Cardoso em 28/09/2006
Reeditado em 25/06/2015
Código do texto: T251455
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Normal.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ary Carlos Moura Cardoso
Palmas - Tocantins - Brasil
1003 textos (256594 leituras)
1 áudios (294 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:39)
Ary Carlos Moura Cardoso