Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tucano

As vezes faço coisas que eu mesma fico rindo, imagina ontem fui sentar e bati o pé na cadeira, quando vi estava pedindo desculpa, pode uma coisa dessas?
Tenho muitas estórias engraçadas.
Sempre me lembro de uma , eu morava em Belo Horizonte, tinha ido em Itutinga, no dia de ir embora, me aparece o Paulinho com um filhote de tucano, comprei dele, sempre gostei de criar bichos de todos os tipos.
Coloquei em uma caichinha,fomos esperar o onibus, eu e a maura , minha irmã, nessa época ela ja morava aqui.
O onibus muito cheio, quando parava para descer passageiro, todo mundo que estava de pé tinha que descer, bom quando desci em uma parada , deichei o filhote de tucano, quando voltei uma moça me falou que o bichinho tinha saido, me abaichei para procurar no meio daqule mundaréu de pés, quando vi um homem segurando o tucano, fui para pegar e o mesmo não me entregou.
Ai perguntei, quem é o senhor, algum florestal?
Ele só tirou uma carteirinha e me mostrou, pensei estou perdida, ai falei estou levando para cuidar se eu solta-lo vai morrer.Ele me entregou dizendo que o estava fazendo justamente por isso.
A Maura estava mais na frente perto do motorista, eu tentava chama-la não me ouvia, fui tentando passar para a frente, as pessoas iam passando minhas bolsas, quando consegui chegar perto da Maura falei para descermos,
Ela nao entendia, disse que iamos ter que apanhar outro onibus, eu ja estava com a passagem comprada para B.HTE.,
Isso foi na entrada de Itumirim, o motorista falava que ia dar tempo, porque em Lavras é que eu ia apanhar outro onibus, para B.H. Insisti e desci, a Maura também isso no trevo de Itumirim, não sei o que me deu na cabeça e soltei o filhote, ai que contei para a Maura o que estava acontecendo, nisso veio o onibus de volta, o motorista parou, Maura queria entrar eu nao deichei, lá estava o homem, e ia ver que eu tinha soltado o tucano.
Bom la se foi o onibus
Ficamos na estrada pedindo carona, veio um fusca, uma mulher dirigindo, tinha uns rapazes enchendo a paciência, junto com mulher bonita diziam fica facil pegar carona.
Como a moça não ia para Lavras, os rapazes foram com ela, e rindo da nossa cara.
Nisso veio uma carreta, pegamos carona, um motorista sem vergonha, para variar , fomos assim mesmo, passamos pêlos rapazes que ja tinham descido do carro e estavam de novo pedindo carona, mechemos com êles, passamos também pêlo onibus, o pessoal chegava na janela e gritava, a mulher do tucano....
Por fim chegamos em Lavras, no trevo da rodoviaria , o caminhoneiro queria levar a Maura, disse que ia passar em TRES CORAÇÕES eu não deichei.
Bom não sabiamos a hora, passou um carroceiro, perguntei, mas o mesmo não sabia.
Nisso veio o onibus de B.H., graças a Deus, dei sinal e entrei, deichei a Maura lá.
Mas, como se nao bastasse tanta confusao, uma mulher doida dentro do onibus, é serio, o motorista teve que fechar todas as janelas, e parava toda hora, ela saia andando por cima dos bancos e pisando na gente, uma maluquice foi isso a viagem tôda. Quando chegamos em B.H. não acreditei de tanto alivio, e a mulher saiu rua afora, não tinha ninguém esperando -a.
Graças a Deus lá estava o Edson me esperando, esqueci de falar, além de tudo isso, eu estava carregando uma barraca dele , do Edson, que a Mary tinha deichado em Itutinga.
Consegui, á tempos tinha vontade de por isso no papel....
martamaria
Enviado por martamaria em 30/09/2006
Reeditado em 30/09/2006
Código do texto: T252960
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
martamaria
São Paulo - São Paulo - Brasil, 71 anos
1155 textos (58790 leituras)
1 áudios (586 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:41)
martamaria