Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
“aqui com você”


aqui com você
sozinho em meu quarto
sem eu e mais ninguém
como um navio em meio a tempestade turbulenta
como alguém que fala para as paredes
como um cão que late para o vento

você ri quando eu peço pra gente conversar
lembra de minhas trapalhadas quando eu estou tão sensível
até demais por assim dizer

talvez hoje eu tenha me sentido o mais fraco dos homens
e o pior é que eu mostrei isso a você
te dei minha poesia e você disse que “gostou"
quando poderia ter saído um “amei” de sua boca

os acordes dessa musica me fazem lembrar de você
e você ainda me diz duas vezes como vai ser difícil a gente voltar a se ver
e que não saberá quando isso ira acontecer outra vez
parece até que quer frisar isso em minha cabeça
que quer marcar minha alma com ferro quente
acho mesmo que você não gostou de mim
alguma porção fraca de mim veio a tona e me fez como uma minhoca fora da terra
que não sabe pra onde ir e o que fazer

queria eu voltar para o seio de minha mãe agora
mas ai eu não iria poder mais ficar com você
se é mesmo que você se sente preparada pra seguir junto comigo alguma coisa
ai eu teria tantas coisas para contar aos meus netos
ai eu poderia conversar e cantar sozinho e não me sentir tão frustrado
frustrado as vezes por ser quem sou
frustrado as vezes por ter mostrado a você algo de mim que eu não devia

tenho medo do que você diz ter para me dizer
eu ligo para as minhas melhores amigas e elas não me atendem
queria conversar com alguma delas e imaginar que é você
bem, se eu já comecei a nossa historia errando
deixando você esperar por 15 minutos
a expectativa foi tanta
que a emoção se esvaiu antes da hora




os dados já foram lançados e os resultados virão em breve
estarei eu sozinho nessa jornada louca?
ou vai você me ligar e dizer que apesar de tudo está tudo bem?
vai você voltar a dizer que “me ama” depois de ter me visto pela primeira vez?

meus pés amortecem só de saber que alguma coisa entre a gente pode dar errado
se bem que eu acho que eu já devia ter acordado antes do tempo
e ver que você...
não...é impossível isso...eu sei que você não ia me abandonar assim tão rápido
pra ser mais sutil e educada
iria pedir um tempo
sim, um tempo
e que com certeza não é o mesmo tempo que eu levei pr escolher a minha roupa de madrugada
nem a fração de segundos que eu tive de usar pra segurar me carro antes que Lee derrapasse na pista quando ia até você para te ver pela primeira vez

você riu de mim quando eu pedi desculpas por ter sido tão inquieto
você riu de mi por achar que eu não seria capaz de suportar algo
e assim a gente vai vivendo
até ver aonde tudo vai dar
certo ou errado
sim ou não
vida ou morte
alegria ou alegria
choro ou choro
Rônaldy Lemos
Enviado por Rônaldy Lemos em 01/10/2006
Código do texto: T253876
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rônaldy Lemos
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 34 anos
1173 textos (70531 leituras)
70 áudios (455 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:22)
Rônaldy Lemos