Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor Paradoxal


Tão pouco nem germinou
Bateu na porta entrou
Saiu e nem se despediu
Achava que para sempre
Mas deixou n’ alma semente
Nossa continuação poética
Doce Volúpia brotava de nós
Fruto proibido um tanto lascivo
De um amor que ainda está vivo
Apenas  nos dedos, na mente,
Oculto aos nossos olhos
Mais ardentemente presente
No mais profundo em nós...

N.F.S

Nelciene Santos
Enviado por Nelciene Santos em 03/10/2006
Código do texto: T255694

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Textos: Nelciene Santos http://recantodasletras.uol.com.br/autores/poesinel). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nelciene Santos
Cabo de Santo Agostinho - Pernambuco - Brasil, 44 anos
1098 textos (68609 leituras)
1 e-livros (34 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:18)
Nelciene Santos