Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No fundo do ser

NO FUNDO DO SER
Guida Linhares

Um especial momento em que tu foste
o meu muso inspirador e encantado,
como em tantas outras poesias,
em que sentia voce ao meu lado.

Porisso fica dificil acreditar,
que nenhum sentimento de amor
por mim teu coração abrigue,
e que há somente desejos e ardor.

Imaginar que eu seja apenas
uma sensual mulher adorada
a te levar às loucuras do prazer;
Mas eu queria ser mais do que isso,
eu queria ser com intensidade amada.
 
Queria beber da vida este cálice de mel,
junto contigo em completa união,
mas acho que está cada vez mais distante,
este recorrente sonho de amor solitário.

Perdoe a minha fraqueza de atitudes,
mas são ditadas por conta da insegurança,
por não saber-se amada e ter sentido que,
mais uma vez, foge de mim a esperança.

Voce não tem culpa de não me amar,
serei apenas mais um coração que te quiz,
pois dentre os tantos que te querem,
há quem diga que devo me considerar feliz.

Porque tive voce por instantes
de plena ventura e amorosidade,
e que isto vale por toda uma vida
em busca da almejada felicidade.

Hoje não consegui sair do lugar,
pois falta um pedaço de mim,
da incerteza que se abrigou em meu ser,
de que nunca mais em teus braços estarei.

Mas sómente o tempo poderá mostrar,
o que em nossos corações o sentir se faz.
Se haveremos de trilhar juntos uma mesma estrada
ou se a bifurcação nos levará a caminhos diferentes.

Nada mais me resta do que versejar este canto,
na tristeza que passou a morar no fundo do meu ser,
que apenas deseja da vida, um amor que se realize,
completo em si mesmo, uníssono e resplandecente.

Santos, SP
04/10/06
22:54 hs
Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 04/10/2006
Reeditado em 08/10/2006
Código do texto: T256514
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1939 textos (158385 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:45)
Guida Linhares

Site do Escritor