Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Tempestade de Amor

A testa colada na vidraça
Tento espiar lá fora
O vidro opaco
Chuva torrencial
Inverno aconchegante...

Trabalhadores em capas
Tentam por ritmo normal
O aguaceiro transborda
Galerias obstruídas
Lixos que vão embora...

Transportes passam com faróis acesos
Os pneus cortam a água
Deixando no rastro pequenas ondas
Transformando o momento
Em singela nostalgia...

Passo a mão ligeiro no embaçado
Desce do ônibus minha musa
Blusa colada no corpo
Cabelos escorridos em cascatas
Corre apressada, beleza magistral!

Amo-a, por ela tenho paixão...
O simples movimento da sua existência
Faz meu ser gozar de prazer...
Fico imaginando seu banho quente
Seu moletom aconchegante...

A chuva agora mais feroz
Fecha o tempo
A vidraça escurece de vez
Minha mente acesa de desejo
Faz amor no redemoinho dos ventos.


Jamaveira

 Chove chuva...
Autor: Sonia
Galeria: Abstrato


Jamaveira
Enviado por Jamaveira em 05/10/2006
Reeditado em 05/10/2006
Código do texto: T257160
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jamaveira
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 62 anos
1943 textos (95979 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:30)
Jamaveira