Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Abri

Abri



Abri as portas do meu coração

Porém não entrou ninguem

Alguns passaram, olharam

Pararam ante a soleira...

Mas não entraram

Abri as portas do meu coração

Porém este agora tem um guardião

Que se chama "razão"

Que afasta os incautos,

Que transforma as paixões

Em simples atos e não permite

A entrada dos acasos.

Abri as portas do meu coração

Este que hoje abriga luz e escuridão

Sem medos ou esperanças vãs.

Abri as portas do meu coração

Para quase tudo, menos para amar

Para tantos sentimentos, menos para o amor

Para muitas emoções, menos...

Para essa tal de felicidade

Coisa, que eu até então desconheço.
Cris Cátia Lima
Enviado por Cris Cátia Lima em 05/10/2006
Código do texto: T257243
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cris Cátia Lima
Salvador - Bahia - Brasil, 53 anos
59 textos (35294 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:39)
Cris Cátia Lima