Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mundo Hostil

Somos seis bilhões hoje.
Em 50 anos, seremos oito ou nove,
falam os entendidos.
Provavelmente não haverá alimento
pra tanta gente. Principalmente porque
o Primeiro Mundo terá que manter
as suas prerrogativas.
E nisso se inclui a contribuição
a ser “oferecida” pelo mundo excluído.

Segundo ainda os entendidos,
o progresso e o bem viver
são como trilhos paralelos,
correndo na estrada, perdidos:
jamais poderão se entender.
Jamais poderão entender
o quanto já temos sofrido
e ainda vamos sofrer.
Porque o progresso é inevitável.

A engenharia genética,
dizem ainda os sabidos,
acabará sendo usada
para a concepção de armas destinadas
à dizimação de grandes massas.
Enquanto permanecem nas praças,
ou em lugares mais aprazíveis,
judeus (ortodoxos ou não,
não irá fazer diferença),
cristãos, budistas, bolchevistas,
mantidas as suas ilusões.
Todos achando que o bem
triunfará sobre o mal.
Enquanto lá no quintal,
seus filhos armam a cilada.
Detonam a bomba criada
para a vitória do bem.
Só que para aqueles a quem
o bem possa estar garantido,
mesmo que se tenha ouvido
alguma outra voz do além.


Rio, 29/03/2006
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 07/10/2006
Código do texto: T258309

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144463 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:17)