Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carandiru

Sustento o meu corpo sobre a escuridão da noite
Não existe destino para um desorientado, perdido.
Amanheço sofrendo, abraçado à calçada
Olhos perdidos, implorando, chorando.

Quando criança, também chorava, não entendia o sentido.
Quando criança, sorria, pouco tempo eu fui criança.

O tempo, bem lento, transformando-me em solidão.
Sou alguém sem rumo, perdido no tempo, fragilizado.
Fragilizado sentimento.
Sou retrato do tempo, Carandiru.
Berts
Enviado por Berts em 07/10/2006
Código do texto: T258626
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Berts
Jaraguá do Sul - Santa Catarina - Brasil, 45 anos
11 textos (116 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:33)
Berts