Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Extrapolando

Extrapolando


Andei, corri e parei
diante de ti...
Parei para saber, quem é você?
Outro sonho?
Outro engano?
Outro plano fracassado?
Ae Moço!
Muda essa história e me surpreende
Olha pra mim e sente o quanto
sou diferente
Posso rir de tudo e chorar por nada
Posso voar e posso te levar comigo...
Então se liga nos contrastes
e não hiperdimenssiona as nossas diferenças
A maioria delas são questões de crenças
Onde alguém disse que era assim.
Mas e você, não é capaz de decidir como
deve ser?
Ae Moço...
A vida tem mão dupla
" E o que esta embaixo é igual ao que esta em cima"
Hoje sou eu quem peco
Amanhã será você...
Peco, por que insisto em sentir esse misto de prazer e medo
que é arriscar ganhar ou perder... me render a tentação
Mesmo sabendo que no final de qualquer relacionamento
invariavelmente o contrário também é verdadeiro.
Então desata este nó de tempo e espaço
extrapola estes limites impostos, por quem?
Eu posso rir seu riso
chorar seu pranto
Mas não posso sentir teus orgasmos
eu posso isto sim por ti e para ti concebe-los
Mas quem a ti estabelece as diferenças,
O que a ti pode dar?
Resignação, abnegação um apostolado?
Ou ainda uma vidinha mesma, insólita
mesclada de hipocrisias e preconceitos
inquisidores e espartanos?
Eu posso voar e você pode voar comigo...
Para onde? nem eu mesma sei...
Só sei que para onde quer que a gente vá...
jamais seremos os mesmos.
Cris Cátia Lima
Enviado por Cris Cátia Lima em 09/10/2006
Código do texto: T260559
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cris Cátia Lima
Salvador - Bahia - Brasil, 53 anos
59 textos (35296 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:43)
Cris Cátia Lima