Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RITMO DESCOMPASADO

Gosto de dias ensolarados
Mas não tão quentes assim
A garganta fica seca
Os olhos lacrimejam
Todos cantam e falam da São Paulo da garoa
Mas para quem é de fora
Vou te contar
Cidade complicada
Nem todos conseguem agüentar
Poluição insuportável
Tanto sonora
Que doem os ouvidos
Ou da fumaça contaminado o ar
Pela manhã frio imenso
E à tarde sol intenso
O asfalto queima
Fica fervendo
As pessoas sempre com presa
Difícil se quer de arrumar uma sombra
Abaixo de uma árvore para se refrescar
As estrelas a noite mal se pode ver
Tamanha a fumaça foi leberado no ar
Nesse transito enlouquecido
Não adianta ter presa
O relógio parece não ser mais meu amigo
Assim eu não aguento e GRITO
Faça chuva
Faça sol
Neste carro nada nos faz mover
Transito infernal
Na Marginal
E de minuto em minuto
A  bater em meu vidro
Mais um reflexo do que são as diferenças
Entre Sapopemba e Morumbi
Pode se achar de tudo neste caos
Desde um artista a um marginal
Minha garganta agora está mais seca
Em falar de tanta tristeza
E ainda sim difícil de entender
São Paulo como amo você
K F
Enviado por K F em 11/10/2006
Reeditado em 13/10/2006
Código do texto: T261813
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
K F
São Paulo - São Paulo - Brasil
71 textos (5492 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 05:56)
K F