Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AS CORES DA ALMA

As cores que a alma tem
reluzem o brilho da paz.
São cores de um jardim
sem fim...
porque eterna ela é...

Aqui não tem rosa natural,
mas seu perfume sim
porque a alma é assim,
única e imortal...

Suas cores
coloridas por Deus
traz o aroma
dos odores Seus...

O amor, que cor terá?
Depende do tom que se lhe dará...
Se for como o Amor de Deus...
Será límpido...
Transparente...

A verdade...
Talvez seja o vermelho rubro...
Cor de sangue.

A fé...
Certamente azul como o manto celeste
que nos serve de véu...

A esperança...
Porventura o verde mar imenso.

A justiça...
Neutra, com sua implacável
cor de pedra.

A paz...
O branco ou lilás suave...

A alegria...
o rósea choque pulmonar
sem nicotina...
feito gargalhada!

A paciência...
O roxo penitencial,
motivo de conversão.

Quais são as cores
Da alma mesmo?

Seu apetite...
Faculdade que deseja,
quiçá um tom pastel...

Seu intelecto...
Conhecimento, de tom clarificante...

Sua vontade...
Cor ativa que discerne...
Quem sabe marfim...

Pois é,
Nossa alma é matizada
E nem atentamos pra isso.

E se perde a graça,
seus valores...
Tudo escurece...
Chega a tempestade nebulosa...
E ela sem privança,
Não avença,
quase fenece...

Pasma de medo,
sem segredo,
perde o seu bom ar
perfumado...
Porque pelo pecado
Torna-se como que morta...

Turvada
em sua harmonia colorida...
Embaçada,
sem vida,
fica a sua aquarela...
Frei Fernando Maria
Enviado por Frei Fernando Maria em 13/10/2006
Reeditado em 16/10/2006
Código do texto: T263443
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Frei Fernando Maria
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 57 anos
992 textos (214973 leituras)
87 áudios (18783 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:36)
Frei Fernando Maria

Site do Escritor