Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PALÁCIO DA (IN) JUSTIÇA

PALÁCIO DA (IN) JUSTIÇA
Jorge Linhaça
Porto Alegre, 11/10/2006

Sob a marmórea imponência fausta
do prédio do palácio da (in) Justiça
dormitam corpos de vidas infaustas
abandonados da sorte, em semi-vida

A fachada imponente esconde o descaso
tudo é lindíssimo à quem olha da praça
enquanto os sem-teto jogados ao acaso
dormem abraçados à garrafas de cachaça

Nada mais paradoxal que esta vil cena,
representada em um teatro de horrores.
Quando o poder cresce a alma se apequena

e os que da justiça se fazem os senhores
fingem não ver e, não ser seu, esse problema
entretidos que estão com os seus labores.
Jorge Linhaça
Enviado por Jorge Linhaça em 14/10/2006
Código do texto: T264144
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Linhaça
Salvador - Bahia - Brasil, 55 anos
3723 textos (711285 leituras)
95 áudios (13093 audições)
1 e-livros (277 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:00)
Jorge Linhaça