Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEUS



quero te perpetuar
nos meus
versos perversos.

tu,
que me jogaste aqui,
sem eu nem saber o porquê.

tu,
que me fizeste homem,
evitando
que eu virasse um aborto.

cuspido do útero
caído no mundo
escarrado na vida.

eis-me aqui.
eu, apenas eu,
e o palpitar
do meu coração ateu.


Mário Annuza
Enviado por Mário Annuza em 14/10/2006
Reeditado em 21/10/2006
Código do texto: T264231
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mário Annuza
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 39 anos
62 textos (3813 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:57)
Mário Annuza