Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ah meu passado.

Ah meu passado
tem um menino calado aqui
e é tão estreita a porta do regresso
que ainda que houvesse jeito de voltar
não caberia tanta bagagem inútil que juntei
Juntei trapos
pedaços de maldades que atiraram
e mesmo armado com o terço da infância
os olhos deles eu temi e tremia todo dia
e pintava meu rosto com tinta tão forte
que minha pele secou e fiquei assim
olhos famintos
olhos ferozes
olhos deles que eu temi

Ah meu passado
tem um menino calado aqui
e outro calado ali
e outro e outro e outro
até o fim do mundo
o fim era aqui.
Robson Simões
Enviado por Robson Simões em 15/10/2006
Código do texto: T264710
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Robson Simões
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 37 anos
3 textos (56 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 23:50)