Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONDIÇÃO




Não sei quem sou,
E o que fui tem qualquer coisa
De estátua, farta de verdete,
Poiso de aves desgarradas.

E todas as lembranças, que guardo de mim,
São como reposições
Cinematográficas, resquícios de filmes
Desactualizados, na fotografia
Que se perde no azul doença
Da cianose.

E se tenho recordação,
Não sei bem se é cicatriz
Ou vacuidade,
Ou se absorto caminho em quem sou.

E durmo...

E sonho...

E fui...

Sombras sem lei,
Ou espectro dançarino.

Serei eu?

Não sei quem sou,
E há uma estátua de sal a ruir.


Jorge Humberto
in Saiu A Fera De  Mim
Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 16/10/2006
Código do texto: T265589
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 50 anos
2622 textos (66674 leituras)
22 áudios (937 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:39)
Jorge Humberto