Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aos que tentam explicar o amor

Se quer descalçar-se, amor sensato
Que tal ter tal todo embaraço?
A que assim seja santo e sucinto?
Ou é bicho-de-sete-cabeças sucumbido?

Sê suspirante, sê sedado e sê cego
Seja teorema ou afirmação, eu nego!
Seja a quem odeio! E por quem sossego
Afasta e Afaga e afoga o fogo frívolo

E vê, no fundo é funesta injustiça
Pois, quem luta te logo recompensa
A batalha que combate, ele vive!
E que mais se não benção é a doença?

Se se quer explicar o complicado
Veja, o amor é inexplicavelmente simples!
Não tentes escrevê-lo, é puro atraso
Poeta, vá vivê-lo, e sejas, agora,  feliz

Não há sobre este manto fervoroso
Quem nem se quer nada sente!
Se sente ser doente é insanidade?
Pois, feliz é o paciente que tem cuidados.
Andrié Silva
Enviado por Andrié Silva em 17/10/2006
Código do texto: T266330

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andrié Keller ( baadermeinhofblues@hotmail.com ) Brasil - http://www.recantodasletras.com.br/autores/andrie). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrié Silva
Salvador - Bahia - Brasil, 27 anos
912 textos (98437 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:49)
Andrié Silva