Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INCESTO

Nascido filho de um incesto,
tão torto e já quase morto,
arrasto-me; prá andar não presto.

Parido daquela mesma magreza,
engulo sempre mesmos restos
e sobrevivo vasculhando pobreza.

Sofrido, por muitas, tantas dores,
esbarrando em sombrios desgostos
do adeus daqueles muitos amores.

Perco-me assim, escura alma vazia,
orfã de quem não mais me quis
e que nas auroras tristes, tardias,
parido filho que eu mesmo fiz.
Riva
Enviado por Riva em 17/10/2006
Código do texto: T266753
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Riva
Peruíbe - São Paulo - Brasil
1075 textos (31487 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:41)
Riva