Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
EU E A MORTE



Passei a vida toda a te temer
mas a ti sou submissa, que fazer
se estás chegando, tão perto
não há como resistir é certo

não há armas para enfrentar
assim calmamente eu te aceito
até porque não há mesmo jeito
mas o que resta quero aproveitar

fazer uma faxina nos sentimentos
eliminar a raiva, a mágoa, o rancor
purificar a alma através do amor
pois só ele traz bons pensamentos

E, neste momento único, extremo
não por covardia, a ti me entrego
não por medo, contigo me alegro
afinal o que me espera é Supremo.

==================================

ciranda: SE EU MORRESSE AMANHÃ
Homenagem a Álvares de Azevedo (1831-1852) 
Coordenada por Tere e Dani Penhabe

para ler outros autores, acesse:
http://www.amoremversoeprosa.com
seu carinho no livro de visitas será bem-vindo

 





 

Sueli do Espirito Santo
Enviado por Sueli do Espirito Santo em 18/10/2006
Reeditado em 18/10/2006
Código do texto: T267269

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sueli do Espirito Santo
Santo André - São Paulo - Brasil, 65 anos
1456 textos (234553 leituras)
1 e-livros (109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:30)
Sueli do Espirito Santo